MP OLHAR VIRTUAL

Nome do Responsável

Iverson Rodrigo Monteiro Cerqueira Bueno, Dheimys Tavares de Souza e Antonio Franciney de Almeida Rocha

Cargo

Promotor de Justiça e Assistentes Militares

Setor

1ª Promotorial Criminal e Assistência Militar em Cruzeiro do Sul

Público Alvo

Membros do Ministério Público

Órgãos Envolvidos

Ministério Público do Estado do Acre.

Abrangência

Vale do Juruá

Objetivo, Indicadores e Metas

Objetivo Estratégico

Atuar na prevenção e repressão da criminalidade

Objetivo do Projeto

Objetivo Geral: Garantir a Segurança Institucional dos Membros do MPAC no Vale do Juruá. Objetivos Específicos: - Fortalecer a Segurança Institucional dos Membros do MPAC no Vale do Juruá; - Prevenir infrações penais e atos infracionais análogos a crime contra Membros do MPAC no Vale do Juruá, sobretudo de facções criminosas;

Indicadores

Sucesso na garantia da segurança institucional dos Promotores de Justiça referente aos seus respectivos domicílios.

Metas

Segurança institucional dos Membros do MPAC nos seus respectivos domicílios, evitando ataques de criminosos.

Duração

Data Inicial

08/01/2018

Previsão do Término

31/12/2018

Informações do Projeto

Tema

Segurança Institucional

Categoria

Pessoas, comunicação, tecnologia da informação, infraestrutura e recursos

Ementa

No intuito de participar do Banco de Projetos do Ministério Publico do Estado do Acre, conforme Ato nº. 120/2017 da PGJMPAC, bem como contribuir para a segurança institucional dos Membros do MPAC apresentamos o projeto a seguir. O Projeto “MP Olhar Virtual” consiste na garantia da segurança institucional e pessoal dos Membros do MPAC lotados em Cruzeiro do Sul. O qual se dará da seguinte forma: a) 01 (uma) TV de 42”; b) 01 (um) computador completo; c) 01 (um) cabo HDMI; d) 01 (um) servidor agente de segurança, sendo que atualmente já tem esse servidor; e) Câmeras de vigilância, sendo 02 (duas) para cada Membro, as quais serão instaladas de forma estratégica capazes de visibilidade tanto da parte da frente quanto da parte de trás da residência e f) Internet para transmissão dos dados das câmeras para a CPU e posteriormente distribuição para a TV/monitor. Vale ressaltar que, todo o equipamento de monitoramento e sua instalação serão providenciados pelos próprios Promotores de Justiça beneficiados. Assim, a administração, caso defira o presente projeto, autorizará a instalação dos equipamentos no prédio da Unidade Ministerial de Cruzeiro do Sul, disponibilizando a internet para transmissão de dados. Na fase de Execução, será aproveitado o servidor PMAC que esteja de plantão cuidando da segurança institucional do prédio do MPAC para dar o suporte de vigilância das câmeras de monitoramento do presente projeto.

Justificativa

O Projeto “MP Olhar Virtual” tem como objetivo principal melhorar a segurança institucional e pessoal dos Membros do MPAC. Sua finalidade é tornar o Ministério Público cada vez mais forte no quesito segurança. Se pararmos para analisar perceberemos que o crime organizado cresceu muito em nosso país. Teve início nos grandes Estados como São Paulo e se espalhou para todos os Estados, chegando ao Acre e, em consequência, ao município de Cruzeiro do Sul. Assim, ocorreu uma mudança extraordinária no modo de vida dos cruzeirenses. Nesse diapasão, entre os anos de 2010 a 2015, o Município de Cruzeiro do Sul teve uma taxa de aproximadamente 12 homicídios por ano, sendo que, até então, o crime organizado ainda não tinha se instalado em nossa cidade. A partir de agosto do ano passado, organizações criminosas como o Comando Vermelho (CV) e o Bonde dos 13 (B13) se instalaram e entraram em guerra entre si no intuito de conquistar o mercado do tráfico de drogas e, por conseguinte, desencadearam uma onda de ataques contra agentes de segurança pública e prédios públicos locais. Ato contínuo, só em janeiro e fevereiro de 2017, Cruzeiro do Sul teve um índice de mais de 12 mortes violentas, ocasionadas por membros de facções criminosas, ou seja, em apenas 02 (dois) meses ocorreram mais mortes do que a média em 12 (doze) meses. Além disso, antes das facções se instalarem em nossa cidade os homicídios eram cometidos, em sua maioria, com arma branca, mas desde agosto de 2016 a maioria dos assassinatos foram cometidos por meio de arma de fogo. O interesse e crescimento das organizações criminosas em nossa região se deu por vários fatores: Cruzeiro do Sul faz fronteira com o Peru, sendo que a droga daquele país é tida como de alta qualidade, além disso, com a dissolução das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) muitas de suas armas foram para o Peru e estão entrando no Brasil pela nossa cidade que possui fácil acesso pelos vários ramais; não há uma fiscalização contundente na fronteira com o Peru, nem nos ramais locais; o Estado é ausente em muitas políticas públicas; a crise econômica nos afetou e, com isso, diminuíram-se os investimentos sociais; a crise política, ética e social também contribuíram para o aumento da criminalidade, etc. Neste contexto, as facções como o B13, PCC, IFARA estão de um lado e CV e FDN estão do outro, todas em fase de crescimento e em busca de manter o monopólio do tráfico de drogas e de armas advindas do Peru. Assim, diuturnamente, além de recrutarem novos membros e cometerem crimes violentos como roubo, também atentam contra órgãos públicos (tentativa de incêndio da Delegacia de Flagrantes – DEFLA, incêndio da Rodoviária Estadual CIFITRAN, incêndio de duas viaturas da PMAC, etc.), contra as casas e a vida de agentes de segurança pública (ex.: 10 tiros na casa de um SGT PM no Bairro do Formoso, incêndio na casa de um Agente Penitenciário do Remanso, etc.). Por tudo isso, é mais do que justificável a aprovação do presente projeto no intuito de garantir a segurança institucional dos Membros do MPAC que atuam diretamente contra delinquentes, principalmente contra as facções criminosas supramencionadas.

Descrição do Trabalho

Descrição

O Projeto “MP Olhar Virtual” consiste na garantia da segurança institucional e pessoal dos Membros do MPAC lotados em Cruzeiro do Sul. O qual se dará da seguinte forma: a) 01 (uma) TV de 42”; b) 01 (um) computador completo; c) 01 (um) cabo HDMI; d) 01 (um) servidor agente de segurança, sendo que atualmente já tem esse servidor; e) Câmeras de vigilância, sendo 02 (duas) para cada Membro, as quais serão instaladas de forma estratégica capazes de visibilidade tanto da parte da frente quanto da parte de trás da residência e f) Internet para transmissão dos dados das câmeras para a CPU e posteriormente distribuição para a TV/monitor. Vale ressaltar que, todo o equipamento de monitoramento e sua instalação serão providenciados pelos próprios Promotores de Justiça beneficiados. Assim, a administração, caso defira o presente projeto, autorizará a instalação dos equipamentos no prédio da Unidade Ministerial de Cruzeiro do Sul, disponibilizando a internet para transmissão de dados. Na fase de Execução, será aproveitado o servidor PMAC que esteja de plantão cuidando da segurança institucional do prédio do MPAC para dar o suporte de vigilância das câmeras de monitoramento do presente projeto.

Fatores Internos

Pontos Fortes

Maior efetividade na segurança institucional dos Membros do MPAC; Baixo custo na execução do respectivo projeto.

Pontos Fracos

Não há pontos fracos.

Fatores Externos

Oportunidades

Aproveitamento adequado da tecnologia em prol do MPAC.

Ameaças

Não há ameaças na execução do presente projeto.

Estimaticas de Recursos

Recursos Próprios
R$ 0.00
Convêncios e/ou Operações de Crédito
R$ 0.00
Outras Fontes
R$ 0.00

Formas de Comunicação do Projeto

Formas

Virtual – vídeomonitoramento

Resultados Alcançados

Resultados

Segurança dos Membros do MPAC

Status

Em execução

Premiação

Projeto Inscrito no Prêmio MPAC

Sim

Projeto foi premiado?

Nenhum

Detalhe Premiação

Participar da Premiação do Banco de Projetos e Prêmio MPAC, conforme Ato nº. 120/2017, da PGJMPAC.

Cronograma (Anexos)

Nenhum anexo encontrado