Responsável: Ítalo Cavalcante de Farias Pinto

Orgãos envolvidos: Procuradoria-Geral de Justiça, Diretoria de Planejamento e Gestão Estratégica e Diretoria de Gestão de Pessoas

Inscrito no prêmio MPAC: Sim


Ementa

O projeto Família Acolhedora nasce da necessidade de valorizar um dos ativos mais importantes da organização: o ser humano (capital humano).

Responsável: Ítalo Cavalcante de Farias Pinto

Orgãos envolvidos: Procuradoria-Geral de Justiça, Secretaria Geral, Procuradoria-Geral Adjunta para Assuntos Administrativos, Procuradoria-Geral Adjunta para Assuntos Jurídicos, Diretoria de Planejamento e Gestão Estratégica, Diretoria de Administração, Diretoria de Gestão com Pessoas, Diretoria de Comunicação, Departamento de Cerimonial, Procuradorias e Promotorias de Justiça, CAOP’s e CEAF.

Inscrito no prêmio MPAC: Sim


Ementa

O projeto Viver para Servir nasceu da necessidade de criar novos padrões de vida no trabalho, buscando melhorar a qualidade da saúde, o envolvimento e estabelecimento de laços de confiança entre os profissionais e o fortalecimento da cooperação. Tem como identidade o viver em sua plenitude e a humildade no ato de servir a si mesmo e ao próximo. Para tanto, os membros o Ministério Público do Estado do Acre se propuserem a criar coletivamente, em processos de oficinas, um programa com abordagem holística e concepção focada na evolução humana, no equilíbrio das energias vitais para uma vida saudável e feliz, consigo, com o outro e com a natureza.

Responsável: Gleice Kelle Souza de Almeida

Orgãos envolvidos: Procuradoria Geral de Justiça, Diretoria de Administração e Diretoria de Comunicação

Inscrito no prêmio MPAC: Não


Ementa

O projeto Café com o PGJ surgiu da necessidade de melhorar a comunicação interna, aperfeiçoar informações e estabelecer um planejamento da atuação do PGJ, a partir de uma conversa simples e descontraída com os setores, acompanhada de um café. Com o diálogo proposto nesse projeto, estabelece-se um comprometimento entre a Administração Superior, membros e funcionários, onde todos podem falar e serem ouvidos. A proposta da iniciativa é também contribuir para uma a construção de um processo de gestão compartilhada, a partir do momento em que o chefe da Instituição assume o compromisso de ouvir reivindicações, sugestões, críticas, entre outros posicionamentos dos servidores, que por sua vez, também devem estar dispostos a escutar o PGJ. Os encontros possibilitam maior integração e envolvimento de todo corpo funcional da Instituição, que podem redefinir e validar sua estrutura de trabalho. Em 2014, o projeto ganhou maior contorno e se estendeu para as comarcas do interior do Estado com visitas periódicas.

Responsável: Gleice Kelle Souza de Almeida

Orgãos envolvidos: Diretoria de Administração, Diretoria de Comunicação, Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional (Ceaf) e Departamento de Cerimonial.

Inscrito no prêmio MPAC: Não


Ementa

O projeto Cine Pipoca surgiu em 2010 com a proposta de não somente fortalecer a comunicação interna no Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), mas também com a intenção de aprimorar o processo de aperfeiçoamento de uma política de humanização. A iniciativa vem contribuindo para uma maior interação entre membros e servidores, além de finalidade de possibilitar o acesso à cultura e lazer no ambiente de trabalho, proporcionar uma reflexão sobre diversos temas, além de melhorar o clima organizacional.